Pra negociar

Como evitar prejuízo na hora de vender seu imóvel


Você sabia que proprietários podem perder de 10 a 20% do dinheiro que iriam receber pelo imóvel sem perceber?

No Brasil, o tempo médio para a venda de um imóvel é de 1 ano e quatro meses, o que acarreta em prejuízos para o proprietário com gastos “ocultos”. Que gastos são esses, você me pergunta?

Leia também:
Infográfico: 5 coisas que você precisa fazer antes de receber visitas no seu imóvel
Quais documentos você precisa para compra e venda de imóvel

Antes de te explicar, vamos entender quais são os pontos utilizados para calcular o preço do imóvel.

Precificação

Ao planejar vender seu imóvel, o proprietário leva em consideração uma série de fatores, que determinam o quanto de lucro terão pelo investimento que fizeram anteriormente na sua casa própria.

Aqui vão alguns deles:

  1. Valor pago originalmente
  2. Valor do m² na região
  3. Estado de conservação do imóvel
  4. Localização
  5. Proximidade a meios de transporte público
  6. Número de vagas de garagem
  7. Segurança
  8. Mobilidade
  9. Áreas de lazer

O problema é que, ao precificar, o proprietário não leva em consideração os gastos que terá com o imóvel até a venda, e acaba tendo muito mais prejuízo do que benefício na venda do seu imóve.

E o que são os tais gastos ocultos?

A demora para a venda de um imóvel no Brasil acarreta em muitos prejuízos para os proprietário. Durante o período em que o imóvel está “parado” para venda, o dono precisa desembolsar uma boa quantia para as despesas do imóvel, como:

  • Despesas condominiais
  • IPTU e outros impostos
  • Contas de energia elétrica, gás, luz, etc.
  • Reparos e reformas necessárias

Todo esse valor pode ser considerado perdido, já que se estivesse sido investido, renderia juros. Veja o nosso exemplo para um imóvel no valor de 500 mil reais.

A tendência é que, com o passar do tempo, o imóvel comece a ter ainda menos procura de interessados, do que no começo, o que faz com que a maioria das pessoas opte por baixar o preço em 5% ou 10%. Mas isso tudo pode ser evitado ou, pelo menos, remediado.

Se você de fato quer fechar negócio em pouco tempo e não perder dinheiro, o segredo está em investir na preparação do imóvel, o que significa investir em Home Staging.

Como investir na preparação do imóvel?

Por meio da técnica do Home Staging, altamente reconhecida nos Estados Unidos e na Europa, você pode melhorar a aparência do imóvel, produzindo do imóvel para venda ou locação para inspirar os potenciais compradores.

Alguns dos meios para potencializar a atração e encantamento de interessados incluem desde pequenas manutenções até grandes reformas. Além disso, você também precisa de um mobiliário adequado e de uma decoração cuidadosamente pensada para encantar – tudo isso, claro, antes das fotos e vídeo profissionais.

Assim, seu imóvel se destacará dos demais, e você poderá vendê-los muito mais rápido, com essa incrível ferramenta de marketing imobiliário.

O fato é que os imóveis que passam pelo home staging ficam ainda mais valorizados e ainda, levam muito menos tempo para serem negociados.
Veja alguns exemplos de antes e depois de imóveis que receberam o home staging e foram negociados em tempo recorde.

Cases de sucesso

Fique de olho nas postagens aqui do blog para receber outras dicas valiosas de como economizar dinheiro em suas reformas e acelerar a venda do seu imóvel!